Publicações | 04/12/2020

Mainstreaming Sustainability in Brazil’s Financial Sector

Os efeitos da pandemia e as demandas que ela impõe a todos os níveis de governo e da sociedade tornaram ainda mais premente a necessidade de considerarmos as consequências de médio e longo prazo das decisões de investimentos e do desenho de políticas públicas no bem-estar social e econômico dos países.

Nesse contexto, revigorou-se o diálogo sobre como promover uma recuperação econômica que seja também capaz de apoiar a transição para uma economia mais sustentável, sendo já possível observar uma crescente integração da sustentabilidade na economia, nas finanças e nas políticas públicas, tanto em nível nacional quanto internacional, com o surgimento de novos padrões, produtos e processos, que fomentam o crescimento econômico, ao mesmo tempo em que promovem a inclusão social e a conservação do meio ambiente.

A transformação em curso oferece interessantes oportunidades para o Brasil em termos de competitividade, inovação, crescimento, prosperidade, segurança e emprego, além de salvaguardar a estabilidade, o bem-estar social e um meio ambiente conservado.

Cabe a nós mantermos um nível de excelência na busca pelo desenvolvimento sustentável, espelhando-nos nas melhores práticas globais, mas igualmente liderando pelo exemplo. É preciso uma ação coordenada e conjunta dos setores público e privado, atraindo atores do setor financeiro, reguladores, indústria, academia e sociedade na busca por respostas coletivas que direcionem nossa economia em direção a um futuro mais sustentável e próspero.

Nesse espírito, esta publicação busca contribuir para um alinhamento mais estratégico do País, no desenvolvimento de um setor financeiro mais sustentável, resiliente e cooperativo.

Faça o download da publicação aqui.

Uma iniciativa de: