Finanças Verdes | 06/07/2020

Finanças Sustentáveis: Um Panorama

Uma profunda transformação de nosso comportamento socioeconômico, nossas estruturas e normas se faz necessária para garantirmos a estabilidade e a resiliência de nossos meios de subsistência. As profundas consequências do consumo e da produção imprudentes representam novos riscos de sustentabilidade para a comunidade global.

Por outro lado, a transformação inevitável do “modo de se fazer negócios” como conhecemos, oferece oportunidades para o futuro em termos de competitividade, inovação, crescimento, prosperidade, segurança e emprego, além de salvaguardar a estabilidade social e um meio ambiente intacto.

Para evitar a disrupção, são necessárias (inter)ações oportunas, colaborativas, sistêmicas e prospectivas. Acordos internacionais, tais como os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas2 e o Acordo de Paris para as Mudanças Climáticas,3 trazem orientações claras.

São necessários recursos financeiros sem precedentes para alcançarmos metas nacionais e internacionais de desenvolvimento sustentável, o que implica o envolvimento tanto do setor público como do privado para fechar essa lacuna de financiamento.

Este documento avalia esses e outros aspectos das Finanças Sustentáveis (FS), e sugere uma definição para que haja um entendimento comum sobre as FS. Mostra também a relevância das FS para o setor financeiro a partir dos pontos de vista (i) da sustentabilidade, (ii) do risco e (iii) da eficiência.

Trata dos papéis e responsabilidades dos diferentes stakeholders do setor financeiro e sua relação com as FS, e examina, ainda, os progressos atuais e coloca em perspectiva a evolução ainda necessária. Por fim, enfatiza a importância da cooperação nacional e internacional para a criação de soluções bem-sucedidas de FS. O anexo deste documento apresenta as redes e iniciativas mais importantes nessa área

Faça o download da publicação aqui.

Uma iniciativa de: